August 22, 2022
No que consiste a Metodologia Lean?
Spread the love

A Metodologia Lean nasceu no sector automóvel, mais concretamente na Toyota que desenvolveu o “Toyota Production System”, desde o final da década de 1940. A designação “Metodologia Lean” – a palavra é inglesa e significa “enxuto”, para designar um sistema sem desperdício – foi criada pelo norte-americano John Krafcik, também ligado à indústria automóvel, num artigo intitulado “Triumph of the Lean Production System”, de 1988.

Contudo, tornou-se mundialmente conhecida depois da publicação do livro A Máquina que Mudou o Mundo, em 1990, resultado de cinco anos de investigação do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em que se conclui que o sistema nipónico era mais eficaz e mais eficiente do que a tradicional produção em massa.

A base da metodologia Lean

A chamada “produção Lean” define que o desperdício não traz qualquer valor pelo qual o cliente esteja disposto a pagar. Por isso, se num processo, o tempo ou os recursos humanos e físicos são desperdiçados, é preciso alterar esse mesmo processo, de maneira a que isso não aconteça. Portanto, a Metodologia Lean é uma forma de otimizar as pessoas e os recursos da organização com o objetivo de criar valor para o cliente.

Artigo relacionado: Por que as grandes empresas mundiais utilizam a metodologia Agile?

Apesar de a metodologia ter sido criada no seio da indústria automóvel, a partir da década de 1990 espalhou-se a outros sectores que estão ligados, direta ou indiretamente, à produção e à venda de serviços. O foco é sempre a satisfação do cliente através de uma gestão eficaz de todos os recursos disponíveis, de forma a que não exista desperdício.

Os princípios da metodologia Lean

Esta metodologia baseia-se em dois princípios orientadores: melhoria contínua e valorização das pessoas. Quanto ao primeiro, a ideia é que as organizações estão sempre num processo de aprendizagem permanente. Estas propõem-se a conhecer os seus clientes e a aprender sobre o que querem e o que precisam, de maneira a eliminar o que não querem, otimizando o fluxo de produção.

No que diz respeito ao segundo princípio, o da valorização das pessoas, esta metodologia pressupõe uma mudança cultural, de alterações de hábitos e a repetição dos mesmos. Ou seja, exige um método de liderança onde é dada mais autonomia às pessoas, formação múltipla e cujos líderes monitorizem e acompanhem os resultados das suas equipas, disponibilizando informação de maneira a que os trabalhadores saibam, a cada momento, se estão no caminho certo.

A Metodologia Lean baseia-se ainda em três ideias: entregar valor (tendo a perspetiva do cliente), eliminar desperdícios (coisas que não agregam valor ao produto final) e fazer uma melhoria contínua.

Resultados obtidos

Esta metodologia tem o impacto de conseguir melhorias significativas na eficiência, produtividade, tempo de ciclo e custo-benefício. Atualmente, com as novas tecnologias, a potenciação desta metodologia é ainda maior e mais desafiante. A digitalização da economia veio contribuir para um planeamento mais eficiente e para um combate ao desperdício mais eficaz, o que permitiu equilibrar a oferta e a procura, alimentando o fluxo no sentido do cliente, de forma ágil e rápida.

Artigo relacionado: Qual a importância do Agile Project Management para as empresas

A Metodologia Lean é reconhecida e valorizada pelo mercado nacional e internacional. Multinacionais de diversos ramos de negócio, como as norte-americanas Nike e Coca-Cola ou a suíça Nestlé, incorporam esta metodologia na sua filosofia e cultura de gestão.

O Programa Lean for Operational Excellence da NOVA FCT

Por isso, a Nova School of Science & Technology criou uma pós-graduação em Lean for Operational Excellence, numa parceria com The Lean Six Sigma Company. Constituído em 2002 nos Países Baixos, este grupo – presente em três dezenas de países, em quatro continentes – é o principal fornecedor europeu de certificação de formação Lean Six Sigma.

Esta formação para executivos tem como objetivos, a partir de aulas teóricas e práticas:

  • Abrir horizontes para as melhores práticas da Metodologia Lean
  • Aprender ferramentas e métodos aplicados para resolver problemas de maneira criativa
  • Desenvolver uma visão clara sobre a melhoria de processos e fomentar uma mentalidade sustentável de melhoria contínua dentro de uma organização.

A pós-graduação em Lean for Operational Excellence foi estruturada a pensar em profissionais que ocupam posições de relevo nas suas organizações, de diretores de produção aos de logística, de gestores industriais aos de projeto e melhoria contínua.

No final, os participantes serão capazes de liderar equipas de melhoria contínua, de criar um processo de mudança na sua empresa, de aplicar métodos de resolução de problemas, de eliminar o desperdício e de envolver os membros da sua equipa nesta transformação, por exemplo.

Como esta formação para executivos é feita numa parceria com The Lean Six Sigma Company, no final do programa, os inscritos terão duas certificações internacionais: a Certificação Internacional de Praticante de Lean e a Certificação Internacional de Líder Lean.

Se pretender saber mais sobre esta pós-graduação entre em contacto com a nossa equipa.

Ana Rodrigo Gonçalves
Head of Innovation for Corporate Development


Spread the love

© 2022 NOVA SCHOOL OF SCIENCE & TECHNOLOGY – Legal & Privacy